Control My Garden… v0.2.3

Feb 23
2011

Sei que tenho mais uma vez andado desaparecido daqui do estaminé, mas é porque ao mesmo tempo ando com outros projectos que interagem nao so com o Arduino mas com o nosso dia a dia.

Deem uma olhadela ai no Coisas, Projectos e Ideias 😉

enfim… lembram-se do Save My Plant?

Pois bem, tal como tinha falado espandiu-se ao quintal la de casa e agora chama-se “Control My Garden” e mostra isto:

As funçoes dele sao:

  • Status
  1. Humidade da Terra na SFG
  2. Temperatura no Jardim
  3. Movimento no quintal
  4. Valores actualizados para o Pachube.com ( ver feed do estado do nosso SFG)
  • Automatismos
  1. Rega automatica de todo o quintal
  2. Sensor de Movimento (para manter os animais afastados da horta!!)
  3. Tweets com Reports Diarios do estado da Horta
  4. Tweets em caso de falta de agua ou de movimento no quintal.
  • A implementar:
  1. Nivel da agua nos barris da chuva
  2. Ligar e desligar a bomba que irá tirar a agua dos barris para a horta
  3. Menus no LCD ( para ligar rega, para outros status, etc)
  4. outras ideias 😉

O codigo ja sofreu diversas alteraçoes, e agora estou com um problema de incompatibilidades entre o Twitter lib e o Time lib, ou seja se tenho os alarmes configurados o twitter crasha-me o Arduino se nao tenho alarmes nao tenho uma maneira “precisa” de obter relatorios…

Entretanto hoje adicionei o Pachube.com porque como o pais anda em crise não queremos ter computadores ligados em casa 24×7. Vou testar hoje a noite.

As caixas ainda não estão todas bem colocadas mas isto funciona ao estilo do Gardenbot por módulos, sendo que:

  1. o Cerebro a caixa onde esta o Arduino com um Ethernet over Powerline, que me permite ter o arduino em qualquer parte, seja no telhado, no quintal, na garagem, etc, desde que tenha ponto de electricidade, pumba funciona.
  2. o Centralizador que é a caixa onde se ligam os sensores e que depois segue para o Cerebro
  3. os Sensores que é o conjunto de sensores (humidade, temperatura, movimento, nivel da água)
  4. o LCD que é a imagem que esta ai em cima e esta ligado por um cabo RJ45 ao Cerebro e me da o status do jardim.

Todos este modulos sao ligado atravez de RJ45, basicamente porque tenho la pazadas de cabos de rede compridos e 8 cabos dentro de um so torna-me a vida muito mais facil 😉

Ainda dentro do armario onde temos o Cérebro temos duas valvulas solenoides com os respectivos relays para controlar o sistema da rega que esta em standby devido a incompatibilidade ja antes mencionada entre a Twitter Lib e a Time Lib.

Depois meto aqui um desenho bonito de como tudo esta montado bem como o codigo, se hoje o conseguir por a funcionar a 90%…

NOTA: Cheguei a conclusão que tenho que comprar mais um sensor de movimento e fazer comparações entre os dois sensores porque está me a dar muitos Falsos Verdadeiros devido a excelente sensibilidade do sensor….

MQ-7 Carbon Monoxide Sensor

Jan 11
2011

Inicialmente tudo parecia indicar que iria ser mais um sensor que mandava ca para fora o output em V e era so uma questao de os converter para ppm (partes por milhão)…pois…e como nao podia deixar de ser estava redondamente enganado…

Enfim…para quem decidir comprar este sensor cuidado, porque não é tao simples como aparenta, e so apos ter lido com mais atenção o Datasheet dele é que reparei que afinal, nao é so ligar e ja está.

Então que é que é preciso fazer? Segundo os senhores que fizeram o MQ-7 isto é um sensor que funciona por aquecimento a 5V sendo que quando esta a aquecer absorve todos os gases que possam existir ao lado dele mas, e agora vem a parte importante, depois de estar aquecido durante 60 segundos, tem que se baixar para 1.4V durante 90 segundos, e é nesta altura que se pode então tirar os dados de leitura sobre o CO que anda no ar… ora isto é um bocado chato né? entao so posso ter contagens de 2:30 em 2:30 minutos?!?!

Apos ter lido mais um pouco percebi, que ISTO é a maneira indicada, para ter dados mais viáveis e acima de tudo aumentar a vida do sensor, como o projecto em que o estou a meter não vai estar ligado 24x24x7 posso bem viver com estar a constantes 5V e os valores ja me agradam mais, sendo que fiz alguns testes com incenso (ficou ca um cheirinho a limão na garagem que nem vos digo) e com um cigarro e realmente ele detecta que ha fumo nas redondezas, de resto tem um comportamento bastante estável, ou seja não tem variações… por isso siga…

(Depois meto aqui um grafico que fiz com o sensor)

Entao agora que ja decidimos que isto é para funcionar a 5V o que é que vamos fazer?

Simples: Wiring Example é so seguir as instruções.

Eu pessoalmente nao liguei assim, mas porque comprei a Pololu MQ Gas Sensor Carrier e soldei tudo bonitinho e ficou com este aspecto:

Nota: Caso andem a porrada, tal como eu andei, sobre que lado é A e que lado é B, nao percam tempo, porque la perdido no meio do Datasheet menciona algo muito importante, o sensor é assimétrico, ou seja liguem de que maneira ligarem o importante sao os pins do meio que são os que transmitem os dados, isto usando a Breakoutboard que comprei também quando comprei o sensor na Inmotion.pt:

A resistencia, usei uma de 10K que é o que recomendam para começar na Datasheet.

Em seguida, é so colocarem o seguinte codigo no vosso arduino:

int sensorValue; 
 
void setup()
{
  Serial.begin(9600);      // sets the serial port to 9600
}
 
void loop()
{
  sensorValue = analogRead(0);     // read analog input pin 0
  Serial.print(sensorValue, DEC);  // prints the value read
  Serial.print(" ");	   // prints a space between the numbers
  delay(100);              // wait 100ms for next reading
}

E usarem qualquer fonte de fumo para fazer os testes. O ideal é usarem o processing para verem os valores a subir e a descer mas graficamente, como se costuma dizer o Tuga come com os olhos ;).

E pronto, isto é como fazer com 5V permanentes, mas se quiserem fazer com o circuito como manda a datasheet, e perceberem mais de electronica que eu, o que vos recomendo é que deem uma olhadela neste site, Citizen Sensor que tem umas board que envia para PT ja o kit completo para montar por uns modicos $32 USD. E que faz o tal circuito de liga e desliga usando para isso o PWM do arduino.

E escusam de tentar ligar directamente o VCC do sensor ao PWM do arduino e mandar via codigo o HIGH e o LOW, que nao funciona, os pins PWM nao teem mAmps suficientes para aquecer o sensor, teem mesmo que fazer um circuito. Se entretanto tiverem uma maneira mais pratica de fazer o circuito para isto dos 5v vs 1.4V avisem porque estou sempre a procura de novas ideias.

Ate lá, divirtam-se 😉

Ha ja me esquecia…ainda falta a parte de converter de V para PPM, mas isso vou tentar fazer usando um sensor de CO que ja esteja calibrado que é o que aconselham.

ATENÇÃO: Como bombeiro sou obrigado a dizer isto, mas as intoxicaçoes por monoxido de carbono sao das mais perigosas deixando sequelas para SEMPRE, por isso seja com incenso, fumo da lareira ou qualquer outro fumo, façam os testes sempre num local arejado, nao é por terem uma porta aberta que o sensor vai mudar os dados, eu sei porque fiz os dois testes, mas eu sou bombeiro, por isso posso fazer os testes a porta fechada 😛

Follow Me